domingo, 9 de agosto de 2009

Mais uma!!!


Os encarnados conquistaram hoje a segunda edição da Eusébio Cup, ao ganharem os italianos do AC Milan por 5-4, no desempate por penáltis, após 1-1 no final dos 90 minuto.

Quim, com quatro grandes penalidades defendidas, foi o herói encarnado na conquista da segunda edição da Taça Eusébio. Durante o jogo, Cardozo voltou a marcar, mas em cima dos 90 minutos, um lance infeliz de Sidnei, permitiu o empate aos italianos. Depois, o experiente guarda-redes permitiu a

festa dos adeptos. E mostrou serviço para poder ser titular.
O benfica neste momento ja tem 4 troféus e ainda tao na pre epoca.
Força benfica tamos contigo ate ao fim vamos para a frente

terça-feira, 14 de julho de 2009

Maior clube do mundo


2º jogo da pré-época


Benfica vs Shakhtar
Benfica 2 - 0 Shakhtar

domingo, 12 de julho de 2009

1º jogo da pré-época


Sion vs Benfica
Sion 2 - 2 Benfica

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Amo-te benfica

Luís Filipe Vieira eleito presidente


Luís Filipe Vieira venceu as eleições para a presidência do Benfica, com 91,77% dos votos. Bruno Carvalho conseguiu apenas 2,71%. Registaram-se ainda 5,55% de votos em branco.
A eleição, que decorreu das 10h00 até pouco depois das 22h00, teve 20.672 votantes (243.785 votos).
Luís Filipe Vieira foi eleito pela primeira vez a 31 de Outubro de 2003, batendo então Jaime Antunes e Guerra Madaleno com um registo recorde de 90,47 por cento, e, sem oposição, voltou a vencer a 27 de Outubro de 2006, com 95,6.
As eleições estavam inicialmente marcadas para Outubro, mas, a 08 de Junho, os órgãos sociais caíram em bloco e o presidente da Assembleia Geral, Manuel Vilarinho, antecipou as eleições para hoje.
Depois de anunciados os resultados, os novos órgãos sociais tomaram posse.
Composição dos novos órgãos sociais
Direcção:
Presidente - Luís Filipe Vieira, sócio n. 5.199
Vice-presidente - Rui Cunha, 4.533
Vice-presidente - Alcino António, 13.710
Vice-presidente - Sílvio Cervan, 62.526
Vice-presidente - Rui Gomes da Silva, 3.144
Vice-presidente - João Coutinho Pinto, 51.548/1
Vice-presidente - Domingos Almeida Lima, 5.652
1º Suplente - João Paço, 34.463
2º Suplente - José Appleton, 2.862


Assembleia-Geral:
Presidente - Luís Nazaré, 7.136
Vice-presidente - Virgilio Duque Vieira, 11.770
1º secretário - Jorge Arrais, 1.715
2º secretário - Bernardo Sousa, 5.632
Secretário suplente - Ricardo Martorel, 1.920


Conselho Fiscal:
Presidente - Valter Marques, 2.284
Vice-presidente - Rui Barreira, 41.445
Vogal - Nuno Afonso Henriques, 3.792
Vogal - Gualter Godinho, 9.768
Vogal - José Coelho Vieira, 5.921
Vogal suplente - João da Costa Quinta, 17.516

domingo, 24 de maio de 2009

Quique: «Muito orgulhoso por treinar o Benfica»


TÉCNICO AGRADECE O APOIO E O CARINHO DOS ADEPTOS

O encontro com o Belenenses pode ter sido o último de Quique Flores como técnico do Benfica. Nas bancadas da Luz muitos adeptos não deixaram de mostrar o seu apoio à continuidade do espanhol no comando da equipa, o que deixou o treinador comovido. "Estou muito orgulhoso por treinar o Benfica e pelo carinho das pessoas. Foram muito amáveis e isso é reconfortante",

sábado, 23 de maio de 2009

Golos encarnados afundam Belenenses


AZUIS SAIRAM NA FRENTE MAS ACABARAM POR DESCER DE DIVISÃO

Obrigado a vencer na Luz para poder sonhar com a permanência no escalão principal, o Belenenses só teve motivos para acreditar durante cerca de 20 minutos. Depois, Cardozo, Fellipe Bastos e Mantorras "anularam" o golo de Silas, enquanto Saulo - ao ver um vermelho escusado - ajudou a sentenciar o destino dos homens do Restelo.
NN
benfica sempre e para sempre

Benfica vs Belenenses


Força benfica vamos ganhar.!!!!
A ganhar ou a perder benfica ate morrer

Fim para Quique mas hoje sera o melhor benfica


ENCERRA HOJE CONSULADO INICIADO HÁ 272 DIAS

Quique Flores despede-se hoje à noite do exigente público da Luz, procurando atingir a 23.ª vitória com o emblema da águia na lapela. Aos 44 anos, o treinador madrileno apresenta um currículo cinzento, tendo ganho pouco mais de metade dos encontros disputados ao serviço de um clube que se propunha, no início da temporada, reconquistar o campeonato.
Otema continua a ser tabu para Quique Flores, que se recusa a falar do futuro antes do final desta época. Odestino do treinador radicado em Valência passa por um retorno a Espanha, existindo diversos emblemas interessados nos seus préstimos.
Poucas são as saudades que deixa em Lisboa, fruto do percurso intermitente trilhado à frente de um dos plantéis mais onerosos de sempre. Em termos práticos, Quique Flores falha o título, falha o apuramento para a segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões, falha a Taça de Portugal e falha uma caminhada consentânea com o nome do Benfica na Taça UEFA.
Em relação à Liga, o treinador espanhol deixa o FC Porto descolar há 22.ª jornada, após perder em casa frente ao V. Guimarães, a 14 de março; o apuramento para a Champions, esse, fica definitivamente hipotecado devido a um comprometedor desaire diante do Nacional, a 2 de maio; a Taça de Portugal esfuma-se bem mais cedo, a 13 de dezembro, dia em que o Benfica é eliminado em Matosinhos no desempate através da marcação de grandes penalidades; a Taça UEFA, por seu turno, desnuda um Benfica ainda sem pedalada para competir com clubes de segunda linha do Velho Continente. Quem é capaz de esquecer a goleada (1-5) sofrida em Atenas, frente ao Olympiacos, a 27 de novembro? Mau de mais para ser verdade, sendo esse um percalço que quase apaga o afastamento do Nápoles, logo no arranque da temporada.
Taça da Liga
E o que leva Quique Flores desta passagem por Lisboa, a qual teve início há 272 dias, por ocasião da visita a Vila do Conde? Sem dúvida, o triunfo na Taça da Liga, mais a mais num encontro com o arquirrival Sporting. Esse é o único troféu na folha de serviços do treinador espanhol, contratado no último defeso para encetar um projeto a 2 anos que devolveria o Benfica aos tempos de glória.
A glória vai ter que esperar pelo menos mais uma época, enquanto o consulado de Quique Flores acaba oficialmente dentro de dias. Antes disso, o treinador há-de reunir-se com a SAD dos encarnados para analisar o percurso na Luz. O Benfica vai tentar uma desvinculação amigável, entrando depois em cena Jorge Jesus.

SERÁ O MELHOR BENFICA!!!

"Temos de acabar bem a época"O treinador do Benfica analisou o embate com o Belenenses, referente à derradeira jornada da Liga Sagres. Em encontro com a comunicação social decorrido na Luz, o técnico espanhol deixou bem claro que "será o melhor Benfica" aquele que se apresentará frente ao Belenenses.
NN
NN
"Espero um Belenenses combativo, pois é um jogo decisivo para eles.Logo, até por uma questão de seriedade, temos de acabar bem a época e estar concentrados", afiançou aquele para quem "nas últimas jornadas o Benfica jogou muito melhor".

segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Benfica ganham ao braga por 3 a 1


O Benfica segurou o terceiro lugar. Todos juntos não foram um, como diz o lema: foram três. O que é bem melhor do que nada. Bem melhor, por exemplo, do que a equipa conseguiu na última época: um quarto lugar que envergonha a história do clube. Ser terceiro entre pares era o mínimo indispensável, e Quique conseguiu-o.
Mas conseguiu mais do que isso, o espanhol. Num confronto de egos, atropelou Jorge Jesus. O bracarense, recorde-se, anda associado ao banco do Benfica todos os dias, numa associação que nenhuma das partes desmentiu e que fragiliza também todos os dias a posição de Quique. O espanhol respondeu no campo... e não deixou dúvidas.
Respondeu com um Benfica que não goleou... mas andou lá perto. No resultado e na estratégia. Sobretudo na primeira parte, os encarnados deram um banho de bola ao Sp. Braga. Neste momento é impossível não dar grande parte do mérito a Quique Flores. O espanhol percebeu o ponto fraco do adversário e tratou de explorá-lo incessantemente.
Preparou uma equipa humilde, acomodou-a em poucos metros, deu a bola ao adversário e ganhou espaço nas costas da defesa. Depois, repetia-se até à exaustão: cada bola era uma transição rápida finalizada num passe longo para as costas dos defesas. Ora perante um adversário que se dava mal com o fora-de-jogo, a coisa funcionava quase sempre.
O Benfica marcou dois golos quinze minutos e quase arrumou o jogo num instante. A equipa tranquilizou-se num ambiente cada ano mais hostil e manteve a coesão. Tudo isto perante um Braga que teimava em não acertar na defesa. Frechaut e Leone não se entendiam, Filipe Oliveira foi um erro de interpretação que custou caro a Jorge Jesus.


Moreira, até nisso Quique foi feliz


É verdade que no ataque o Sp. Braga mexia bem, a equipa tinha mais bola e criou até três ocasiões de golo claras. Mas nessa altura surgiu Moreira. O guarda-redes substituiu muito surpreendentemente Quim no onze inicial e acabou por tornar-se preponderante: por três vezes parou belas ocasiões do adversário. Até nisso Quique Flores foi feliz.
O homem de quem se fala que pode chegar para o lugar dele tem um mérito: é bom a perceber as coisas. Ao intervalo fez duas substituições e mudou a segurança da equipa. Tirou Mossoró para fazer entrar Luís Aguiar (um erro inicial) e tirou Filipe Oliveira, colocando Rodriguez e fazendo subir Fechaut. A partir daqui tudo funcionou melhor.
Ou quase. O Sp. Braga continuou a cometer erros primários (nos dois primeiros golos, é impossível não culpar Eduardo e os centrais, demasiado apáticos) e contra isso nenhum treinador resistir. André Leone perdeu uma bola na defesa, Di Maria lançou Urreta e o uruguaio foi até ao fim para o terceiro golo. O jogo acabava no início da segunda parte.
O melhor que o Sp. Braga fez foi reduzir a desvantagem de penalty. Os erros, de estratégia e individuais, tinham-lhe sido fatais. A derrota era um facto assumido, mesmo que a equipa tenha dado alegria ao jogo. Quique deixou-se de flores, apresentou uma estratégia puramente realista e foi feliz. Sai duma semana difícil por cima. Mesmo que tenha sido expulso por exceder-se nos protestos. É humano.

sábado, 16 de maio de 2009

Ruben Micael admite transferência


GARANTE HAVER FORTES POSSIBILIDADES DE SAIR

Ruben Micael admitiu, pela primeira vez, que pode deixar o Nacional no final da temporada. Aos 22 anos, o médio desejado pelo Benfica para reforço do meio-campo continua a despertar interesse de várias equipas e é provável que o futuro o coloque longe da Madeira, terra que o viu nascer.
"Há fortes possibilidades de sair, mas vamos esperar até ao final da época", afirmou a revelação da equipa da Choupana, durante a festa do "Jornal da Madeira".
De qualquer forma, ontem, após mais uma sessão de treino na Choupana, não abriu o jogo, nem em relação ao Benfica, nem tão-pouco sobre o facto de o Deportivo da Corunha poder ser mais um pretendente no seu concurso. "Não sei se é verdade ou não o interesse do Deportivo, pois ninguém falou comigo", sublinhou.
O jogador, que tem contrato com os alvi-negros até 2013, deixou ainda bem claro que "há duas pessoas competentes para tratar desses assuntos" relacionados com uma transferência: "O meu empresário [Amado Valente] e o presidente Rui Alves. Comigo ninguém falou. Nem Benfica, nem ninguém."
Confrontado com a escolha entre a continuidade no futebol português ou a possibilidade de se aventurar no estrangeiro,o pupilo de Manuel Machado deixou escapar um sorriso e fugiu à questão: "Neste momento não tenho nada com ninguém nem preferências. Tenho mais 4 anos de contrato e vou esperar pelo final da temporada."
Saliente-se que as águias têm seguido Micael ao longo da temporada, mas o médio português não é o único nacionalista nas cogitações dos encarnados. Também Nené, o melhor marcador da Liga, é um dos atacantes que interessa ao clube da Luz.
Amado Valente, representante de Micael, em conversa com Record, assegurou não ter sido sondado por ninguém e que não recebeu qualquer proposta para o futebolista, desmentindo eventual transferência para a Galiza.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Braga vs Benfica


Braga vs Benfica
Força benfica vamos la ganhar este jogo.


A ganhar ou a perder benfica ate morrer

domingo, 3 de maio de 2009

Roubalheira!!!


O Nacional da Madeira venceu o Benfica (3-1) em encontro referente à 27ª jornada da Liga 2008/09. Depois de uma primeira parte sem golos, Nenê e Ruben Micael garantiram uma vantagem importante para a equipa da casa, antes do remate certeiro de Reyes. Miguel Fidalgo selou o triunfo, nos últimos minutos
Com este resultado, a formação insular aproveita o empate do Sp. Braga em Vila do Conde e cimenta a quarta posição. O Nacional fica a três pontos do Benfica. Os homens de Quique Flores, empolgados pelo nulo do Sporting em Coimbra, desperdiçaram a oportunidade de reduzir a distância para o segundo lugar.

Os arbitros nao deviam ter posto os oculos pois nao viu os penaltis a favor do benfica mas nos temos de nos abitoar porque nao a nada a fazer.

ARBITROS CORRUPTOS


A ganhar ou a perder benfica ate morrer

sábado, 2 de maio de 2009

quarta-feira, 29 de abril de 2009

"Benfica é dos maiores do mundo"

«Qualquer jogador gostaria de jogar no Benfica» – Alvaro Pereira
O internacional uruguaio, jogador do Cluj, da Roménia, mostra-se encantado com o interesse encarnado na sua contratação. Alvaro Pereira diz que «qualquer jogador gostaria de jogar num grande clube como o Benfica».
«O Benfica encanta-me. Sei que é um grande clube e importante a nível mundial. É sempre importante para um jogador ser seguido por clubes desta dimensão», disse Alvaro Pereira, em declarações à Rádio Renascença.Reiterando que o Benfica «é um grande clube» e no qual «qualquer jogador gostaria de jogar», o lateral-esquerdo, companheiro de Maxi Pereira na selecção do Uruguai, esclarece não ter sido ainda abordado tendo em vista uma possível transferência para a Luz: «Estou concentrado no Cluj, gosto de estar aqui. Se existir algum interesse do Benfica em falar comigo, falaremos. Mas, até agora, ainda ninguém falou comigo».

terça-feira, 28 de abril de 2009

Benfica 3 - 2 Maritimo


O Benfica ganhou 3-2 ao Marítimo, este domingo, na Luz, na 26ª jornada do campeonato, mantendo a distância para F.C. Porto e Sporting.
Os encarnados construíram o triunfo ainda na primeira parte, com David Luiz, aos 29 minutos, a inaugurar o marcador. Cardozo, pouco depois, aos 35 e 38, bisou, passando a contabilizar 13 golos no campeonato.
Antes do intervalo, Marcinho reduziu para 3-1 e, no segundo tempo, Bruno, na conversão de uma grande penalidade, assinou o 3-2.
O Benfica cumpriu o objectivo e venceu o Marítimo, mantendo as distâncias em relação a Sporting (quatro pontos) e FC Porto (oito). David Luiz e Cardozo (este por duas vezes) fizeram os golos.

sábado, 25 de abril de 2009

Benfica vs Maritimo


Mais um jogo que o benfica tem que ganhar força benfica tamos contigo ate ao fim.

Conosco quem quiser contra nos quem poder

Cardozo: «Benfica merece mais títulos»


CONFIANTE NA CONQUISTA DO CAMPEONATO

O ponta-de-lança Óscar Cardozo garantiu que o Benfica é "muito grande e merece muitíssimo mais" além da Taça da Liga, conquistada há um mês na final com o Sporting, e sublinhou que "ainda nada está decidido" no campeonato. Tudo isto em conferência de imprensa após o treino das águias no Seixal

terça-feira, 21 de abril de 2009

O Benfica deu uma grande goliada ao setubal



O Benfica foi a Setúbal golear o Vitória por 4-0, em jogo da 25ª jornada da Liga. Cardozo e Nuno Gomes, a dupla de avançados das «águias», dividiram o protagonismo. Ambos bisaram no encontro.
Nuno Gomes inaugurou o marcador ao minuto 25 e fechou as contas aos 70. Cardozo marcou aos 27 e aos 45 minutos.
Com este resultado o Benfica 49 pontos, e continua a quatro pontos do Sporting e a oito do F.C. Porto. Nacional e Sp. Braga estão agora mais longe da equipa de Quique Flores (seis pontos e cinco, respectivamente).
Brigues, defesa de 18 anos que se estreou na Liga no jogo com o Benfica, no Bonfim, admite teve um começo «complicado» no principal escalão do futebol português, mas garante que o grupo sadino vai trabalhar para ultrapassar as adversidades.
«Foi difícil, o Benfica é um ‘grande’ e é sempre complicado. Tentámos reagir na primeira parte, empurramos um pouco mas o Benfica foi melhor. Não nos deixámos ir muito abaixo e vamos tentar dar a volta por cima e passar todas estas dificuldades», referiu o jovem defesa, admitindo que sentiu o peso de se estrear frente a um ‘grande’. «No início senti um pouco, mas com o desenrolar do jogo os nervos passam. Seria bom estrear-me com um golo», disse Brigues, que dispôs da melhor ocasião de golo dos sadinos.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

V.Stubal vs Benfica


Força benfica vamos ganhar.

Domingo, 19 de Abril de 2009 às 20h15m
Bilhetes a 10 euros

Reservas a partir das 20h por telemóvel, ou por sms a qualquer hora, e até haver bilhetes...
Atenção que a procura é grande.
Desde 1982… Demasiado Fieis para Desistir !!!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Nuno Gomes: "Receio dos árbitros"


DIZ QUE O CLUBE É VÍTIMA DAS POLÉMICAS

O diretor de comunicação do Benfica, no final do encontro com a Académica, criticou o trabalho de Marco Ferreira, acusando-o de fazer uma "arbitragem habilidosa".
E Nuno Gomes, em declarações à Benfica TV, também não escondeu alguma frustração pelo trabalho do juiz de campo madeirense: "Acredito que depois de tanta polémica, os árbitros receiam marcar faltas a nosso favor. De qualquer forma, acredito que erros vão existir sempre. Nós só temos de continuar a lutar e levantar a cabeça."
Analisando o lance em que lhe foi assinalada uma falta sobre Peskovic, decisão que originou a anulação do golo a Aimar, o capitão dos encarnados explica: "Fiquei no meu lugar e o guarda-redes veio chocar comigo mas o árbitro assinalou falta. Também existiu outra jogada com o David Luiz, na qual foi derrubado, não sei se dentro ou fora da área."
O avançado ainda lamentou a derrota sublinhando que os três pontos perdidos "deixaram a equipa fora da luta pelo título".

Benfica vs Académica


Estrela da Amadora vs Benfica


sábado, 21 de março de 2009

benfica ganha taça da liga


O Benfica esta noite mostrou ser melhor que o spoting.
Ganhamos a taça da liga.

BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Benfica venceu Sporting na final da Taça da Liga
O Benfica, venceu, esta noite, a final da Taça da Liga, ao derrotar o Sporting, 3-2, no desempate por penáltis, após o 1-1 ao fim dos 90 minutos. Um penálti, polémico, deu o empate ao Benfica e levou o jogo para o desempate.
O Sporting repetiu a final da Taça da Liga e voltou a falhar. Na segunda edição, os leões tiveram o mesmo destino da primeira edição: derrota, nos penáltis. Em 2008 com o Vitória de Setúbal, primeiro vencedor da neófita prova; em 2009, com o rival Benfica.
Na primeira vez que chegou à final da prova, que se disputou, este ano, pela seguns vez, o Benfica conquistou o troféu. A perder por 1-0, já na segunda parte, valeu aos encarnados um lance polémico, com Lucílio Baptista a assinalar um penálti duvidoso: a bola parece bater no peito de Pedro Silva, não na mão.
Lucílio Baptista marcou o penálti, que parece não existir, e mostrou o segundo cartão amarelo a Pedro Silva. O defesa do Sporting reagiu mal à expulsão e fez peito para o árbitro, com os jogadores sportinguistas desesperados a tentar fazer ver ao juiz e ao assistente José Cardinal o tamanho do erro cometido. Reyes, indiferente à polémica e aos protestos, igualou a partida (75 m).
Tiago ainda adivinhou o lado, mas não consegui travar o remate de Reyes, que fez o 1-1 com que terminou o jogo. A Taça da Liga decidiu-se, depois, nos penáltis. No desempate, o Sporting marcou dois em cinco penáltis, enquanto o Benfica converteu três grandes penalidades, o suficiente para erguer o caneco.
O Sporting entrou bem na segunda parte da final da Taça da Liga, ao marcar logo aos 47 minutos, na sequência de uma boa jogada entre Vukcevic e Caneira. Liedson não resolveu, mas Pereirinha aproveitou a deixa para adiantar o Sporting no marcador.
A primeira parte foi bem jogada, com oportunidades de parte a parte, prenunciando um segundo tempo de qualidade e já com golos. Fora do relvado, não há registo de problemas.
No segundo tempo, houve espaço para os golos e a polémica.

Vamos lá à final.Esta prova, por enquanto, é um troféu menor. Ainda não está enraizada, nem é dada a devida importância por parte dos clubes e adeptos, mas daqui a uns anos todos quererão ganhá-la. Não só para fazer parte do museu, como está ao alcance de clubes de “menor” dimensão, mas também porque todos quererão ficar na história do futebol Português e aí, esta prova não será minimizada. Quanto mais não seja por uma questão de rivalidades contabilísticas de troféus. No final deste jogo um dos clubes poderá dizer: “ Eu tenho e tu não”. O certo é que assistimos ao nascer de uma prova que daqui a uns tempos será valorizada.Mas vamos então a uma pequena (muito pequena) análise à final do troféu que tem parecenças com a taça do Mundo, mas em versão espuma e em copo girafa.Acho que não vai ser um grande espectáculo de futebol. As 2 equipas não vão arriscar muito, pois terão medo de errar e cair na desorientação. Não vai ser um jogo aberto. Pronto. (espero estar redondamente enganado, mas esta é a minha percepção).Depois de retirarem os papelinhos da sorte do necessaire Louis Vuitton do miguel vaidoso, calhou o árbitro lucílio, O Baptista. Já sabemos, se o jogo não estiver a correr de feição para a sua equipa, ele tratará de repor a ordem.O jogo é contra o clube cor de hortaliça. É uma final. Então, siga, só pode ser para ganhar.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Suazo e Martins convocados



RECUPERADOS PARA A TAÇA DA LIGA
Suazo e Carlos Martins integram a lista de convocados para o jogo da final da Taça da Liga com o Sporting. Assim, o guarda-redes Moretto é o único impdimento no plantel às ordens do treinador Quique Flores

domingo, 15 de março de 2009

BENFICA 0 GUIMARÃES 1


O jogo foi uma desgraça

sexta-feira, 13 de março de 2009

segunda-feira, 9 de março de 2009



Esperança é uma palavra vaga
que só muito esforço alcança
ser benfica é um estado de alma
um destino para viver
o orgulho que há em nós
ninguem sabe escrever
ser benfica é ser grande
e viver com emoção
ser benfica todos os dias
nem que pare o coração.

Benfica vence Naval por 2-1

O Benfica respondeu este domingo da melhor forma aos triunfos conseguidos pelo FC Porto e Sporting, ao conseguir uma vitória difícil, por 2-1, no reduto da Naval 1º de Maio, em encontro da 21ª jornada da Liga portuguesa de futebol. O argentino Pablo Aimar (primeiro tento na prova), aos três minutos, e o grego Katsouranis (segundo), aos 73, selaram a vitória dos "encarnados", ambos na sequência de pontapés livres marcados pelo espanhol José António Reyes.
A formação comanda pelo espanhol Quique Flores ainda se pôs a jeito para somar o quinto jogo consecutivo fora sem vencer, mas, depois de "adormecer" à sombra do tento inaugural, reagiu ao tento de Marcelinho (53 minutos). Com este triunfo, o Benfica passa a contar 43 pontos, menos dois do que o líder e tricampeão FC Porto e mais dois do que o Sporting, terceiro colocado, que venceram com facilidade no reduto do Leixões (4-1) e na recepção ao Paços de Ferreira (2-0), respectivamente.
No Benfica, as indisponibilidades de Suazo, Ruben Amorim e Carlos Martins eram conhecidas, porém, Quique manteve o mesmo "onze" da jornada anterior (Leixões) a permuta de Ruben Amorim por Yebda foi a excepção.
Quanto à equipa da Figueira da Foz, e com Ulisses Morais ainda ausente do banco de suplentes, o adjunto Fernando Mira trocou Bolívia por Simplício em relação ao último "onze" (vitória por 2-1 no Restelo).
Não houve tempo para que as equipas se estudassem.
O Benfica entrou na partida de forma fulgurante e na passagem do terceiro minuto colocou-se em vantagem. Aimar sofreu falta à entrada do seu meio campo, Reyes cobrou, a defesa navalista aliviou para a entrada da área onde, depois de um toque de cabeça de Yebda, apareceu Aimar de primeira a recarregar com êxito.
As "águias" ganharam vantagem, sem nada terem feito para o justificar, e, depois, colocaram-se "à parte" do jogo até ao final dos primeiros 45 minutos Pelo contrário, os locais reagiram bem ao golo. Marinho foi a prova disso mesmo, aos 14 e 25 minutos, com duas situações de perigo na área benfiquista.
Na passagem da meia hora, a diferença entre os dois conjuntos centrava-se na eficácia, com três remates da Naval para nenhum golo e um do Benfica para um tento. Perante um Benfica apático e defensivo, a Naval continuou no comando do jogo e, com naturalidade, conseguiu chegar ao tento da igualdade aos 53 minutos, por intermédio de Marcelinho, que havia entrado ao intervalo.
O Benfica, finalmente, pareceu acordar, a partida ganhou uma nova dinâmica de parada e resposta: Di Maria, aos 57 minutos, rematou estrondosamente ao travessão, e Cardozo, aos 62, quase tirou tinta ao poste da baliza à guarda de Peiser, em duas excelentes ocasiões. Aumentou a pressão do Benfica e a vantagem aconteceu logo a seguir.
Na cobrança de um lance de bola parada, a castigar uma mão inexistente, Reyes marcou o livre, Miguel Vítor no interior da área, assiste de cabeça Katsouranis ao segundo poste e o grego repõe a vantagem.
Ficou desde logo sentenciada a partida, já que, a turma da Luz passou a controlar tudo o que havia para controlar, não permitindo qualquer veleidade ao conjunto figueirense.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Vamos agora jogar contra a naval uma equipa que deixa de ser menos importante devido a dificuldade. Mas temos que fuzilar a Naval sem margem para duvidas

sábado, 28 de fevereiro de 2009

O Benfica faz 105 anos


Benfica vence Leixões por 2-1 e aproxima-se do topo da tabela

O Benfica "vingou-se" esta sexta-feira da eliminação da Taça de Portugal de futebol, batendo o Leixões, por 2-1, no Estádio da Luz, e colocou-se provisoriamente um ponto atrás do líder da Liga, FC Porto, na 20ª ronda do campeonato

Benfica vs Leixoes



quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Entrevista - No Name Boys

A entrevista foi feita a um membro dos No Name Boys, claque de apoio ao Sport Lisboa e Benfica. Como já se era de esperar ele não se quis identificar, no qual o site Claques Portugal respeitou-o por inteiro, agradecendo por a entrevista cedida.
ИИ
ИИ
ИИ
ИИ
ИИ
Como surgiram os No Name Boys?
Os NN surgiram em 1992, devido a discordâncias que surgiram no seio dos Diabos Vermelhos, divergências entre determinados membros que se retiraram mas não quiseram dar por concluído o seu contributo ao clubee formaram um novo grupo os No Name Boys.
ИИ
Que “Lenda” é essa que os NN tanto falam?
A LeNNda, como assim se diz, não surgiu por um episódio isolado, porum ano particular, a Lenda criou-se com estes 13 anos de actividade, passámos por muitas situações às quais muitos quiseram ditar o nosso fim, e que muitos teriam fraquejado e ido abaixo. A Juveleo é supostamente a claque mais histórica desde 1976 sendo a mais antiga, mas os NN, conseguiram em somente 13 anos de existência criar um impacto tremendo no mundo das claques organizadas, desde a mais numerosa, à mais problemática, à mais odiada, enfim, tivemos várias passagens mas chegámos a um patamar, que logo no ano de fundação, já éramos a maior força, uma força recém surgida, mas que deu para ver que vinha para causar impacto.
ИИ
“Gullit” mítico líder dos NN, teve um papel importante para o crescimento do movimento ultra português, faz uma breve bibliografia dele.
Ele caracterizava-se pela sua incondicional dedicação ao que fazia, e o que fazia era seguir o clube, apoia-lo, nos bons e maus momentos, vivia o clube intensamente ou seja, ele personificava a base em que se funda a mentalidade ultra, ele procurou sempre introduzir essa mentalidade, era como um "mentor" que procurava sempre abrir os olhos a todos os seus elementos, mentaliza-los do género: "viemos aqui para tifar, mas isto requer trabalho, empenho, por isso, mãos à obra".
ИИ
Lembraste de alguma celebre frase de Gullit?
"há gente que anda aqui a trabalhar, a perder tempo, a privar-se da companhia dos familiares e não só, pessoal dedicado ao que fazemos e aparecem uns palhaços que vêm para aqui acomodar-se e procurar estragar isto" afirmava Gullit, não sei ao certo em que contexto ele quis dizer isto, mas acho que se pode facilmente deduzir.
ИИ
Os NN nos primeiros anos da sua existência consideravam-se ultras, agora tomam uma característica mais "estilo british" porquê que isto aconteceu?
Como sabes, os NN passaram por muitos altos e baixos, sendo que o fim da década de 90, foi um revés para o grupo, muita gente se afastou devido à repressão a que estávamos sujeitos, e outros factores. Por exemplo a policia, sempre foi apta a perseguir tudo o que se identificasse com ultras, acho que a postura Casual, foi uma forma de procurar afastar um pouco essa repressão adoptar uma nova linha, que de certa forma, já era seguida. Houve uma restruturação a postura Casual, sendo a que se adequa ao grupo. Há gente dentro do grupo que ainda prefere seguir o estilo Ultra e até esperam que um dia os velhos tempos voltem, outros, como a dita "nova geração", estão enraizados nesta maneira de ser e estão a crescer assim.
ИИ
Como sabes, no sector dos NN já foram vistas bandeiras com suásticas e não só. Os NN já estiveram assumidamente ligados a alguma ideologia político ou não?
Essa é uma das grandes controvérsias, há quem diga que não, que os NN não foram formados com ideais políticos adoptados pelo grupo, outros garantem que o grupo teve carácter predominantemente ligado à extrema direita. Acho que o certo é dizer que nunca tivemos uma corrente política imposta, no seio do grupo havia sim, gente com ideais de extrema direita, tal como havia de extrema esquerda. Mas de facto já tivemos elementos com fortes influências nacionalistas, caso dos "Skinheads".
ИИ
Quais são os aspectos positivos e negativos dos NN?
As nossas qualidades que se denotam mais, são a forte união existente entre os elementos, o apoio vocal, incessante e pleno de força, as transfertas também são boas, em que marcamos boas presenças e este "secretismo" que nos envolve, uns acham que é mera protecção, medo de sofrer represálias, mas para nós, é o mais natural, tratar da nossa vida sem que isso se espalhe na praça pública, tal como as pessoas levam a sua vida no dia a dia.Em termos de aspectos negativos, alguma irresponsabilidade que existe em certos elementos, devida à jovialidade destes. Por exemplo, no caso em confiar material a elementos inexperientes e de tenra idade, que devido a isso, são algo ingénuos e tendem a perder ou deixarem-se furtar mais facilmente, mas isso existe em todos os grupos, acho que um aspecto bastante negativo, é a ideia que a sociedade e demais adeptos do mundo do futebol conceberam relativamente a nós (um bando de criminosos e drogados, maioritariamente africanos)
ИИ
Melhores e Piores momentos?
Relativamente aos piores momentos, os episódios do “very light” e do “gullit”, são os mais marcantes. Como melhores momentos, existem bastantes ao longo destes anos, mas por exemplo, só para referir um, a deslocação efectuada a Turim, no jogo Juventus-Benfica em 92 ou 93, ou seja, nos primórdios do grupo.
ИИ
Os NN têm amizades?
Os No Name Boys não têm amizades propriamente estabelecidas com determinados grupos. A amizade existe no seio do nosso grupo, fora disso, existem as admirações ou contactos pessoais com membros de outros grupos, uns apreciadores do Liverpool, outros da Roma, Milan... há até quem "frequente" jogos dessas equipas, mas não podemos falar em amizades.
ИИ
Dos NN, é sabido que existe uma eterna rivalidade com a Juveleo e os Super Dragões! Queres comentar a ambos?
A rivalidade da Juveleo é por motivos óbvios, deriva da forte rivalidade existente entre Benfica e Sporting, logo os grupos herdaram essa rivalidade e digamos que o facto de eles terem ficado privados da sua "casinha" enfim, seria de estranhar se o ódio aí não se instalasse e crescesse mais. Já com o Porto, por episódios sucedidos, de roubos de faixas a restruturações dermoestéticas da barriga de outros, enfim, depois a crescente rivalidade e clima de "guerrilha" instalado entre clubes e impulsionado pelo senhor Jorge Nuno Pinto da Costa, são factores relevantes e que contribuíram para essa rivalidade, que foi crescendo nestes últimos 12 anos.
ИИ
Como membro dos NN, não achas que estás a quebrar as “regras” montadas dentro do grupo, para uma certa não divulgação de informação?
Sim um pouco, porém também é notório que estou a ser algo vago e a generalizar um pouco as coisas, ou seja, dentro da indiscrição a que me estou a sujeitar, procuro não divulgar pontos nucleares, como a divulgação de este ou aquele acto, nomes, enfim, ocasiões que outros tendem a vangloriar-se, publicar em jornais ou sites, espalhar pela população. Procuro manter as reservas necessárias, sempre ciente daquilo que é ou não "quebra de informação".
ИИ
O que podemos contar com os próximos anos dos NN?
Queremos seguir como temos seguido, apoiando o nosso clube, sempre com o rigor que nos é atribuído, apoiar a equipa na defesa do título, na luta titânica que nos espera na Champions League. Apenas queremos apoiar o clube nada mais. Se crescemos ou não, são questões que não nos preocupam, seguiremos iguais a nós próprios, independentemente do número de associados e da situação do clube.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

SL Benfica, O Maior Clube do Mundo.


“O Benfica é o maior do mundo!!!”

Já todos ouvimos isto várias vezes. Muitos o dizem, mas será que o sentem mesmo? Será que estão mesmo convictos do que dizem?

Então vamos lá ver se o Benfica é ou não o maior clube do mundo.

Quando se fala de maior clube do mundo, afinal, fala-se de quê? De títulos ganhos? Do número de sócios ou adeptos? De capacidade financeira?

Vamos então fazer uma análise áqueles que são comummente aceites como sendo os clubes mais importantes do Mundo.

Comecemos pelo Real Madrid. O Real Madrid é o clube com mais títulos europeus, tendo sido por 9 vezes Campeão Europeu. O Real Madrid tem igualmente uma enorme capacidade financeira, tendo até alegadamente feito uma oferta de 100 milhões de euros para comprar o passe de Cristiano Ronaldo.

Mas isso faz do Real Madrid o maior clube do mundo?

Há uns anos atrás, numa conversa com Camacho, em Madrid, ele disse-me uma coisa que não me saiu da cabeça. Ele disse-me que o Real Madrid era muito grande e muito importante, mas que fora da cidade de Madrid o Real não era número 1 em lado nenhum. Camacho disse-me mais: o Real Madrid é respeitado e temido pelo mundo fora, mas não é amado.

Com o Manchester United ou Liverpool passa-se algo de semelhante com a diferença de terem ganho menos que o Real Madrid. Onde estão os verdadeiros adeptos do Manchester ou do Liverpool, a não ser nas respectivas cidades? Haverá algum sítio do mundo em que esses clubes são o emblema mais importante para além das suas cidades? Mesmo em Inglaterra, será que em Newcastle, Birmingham ou Leeds as pessoas são maciçamente do Manchester ou Liverpool? Tenho a certeza que não.

E o Barcelona? Se fossemos olhar para os títulos o Barcelona está muito longe do Real Madrid e em termos sociais ainda vale muito menos que o Real. O Barcelona é um clube parecido com o Porto, assim como o Atlético de Madrid é parecido com o Sporting.

De facto, o Barcelona representa um sentimento regionalista e com isso domina na Catalunha e vive por oposição ao Real Madrid. O Porto tem um papel semelhante em Portugal, tem no Benfica a sua obsessão, mas ao contrário do Barcelona não consegue sequer dominar o Norte de Portugal nem ter a capacidade financeira do clube catalão. Quem quiser confirmar o que digo que vá a Braga, a Famalicão, Viana do Castelo, Mirandela, Bragança ou Vila Real e verifique qual é o clube com mais adeptos. É, de longe, o Benfica.

Mas ter mais adeptos será um critério suficiente para se ser o maior clube do mundo? Manuel José, treinador do Al-Ahly, dizia há uns tempos que este clube do Cairo era enorme porque tinha cerca de 40 milhões de adeptos no Egipto. Mas fará isso do Al-Ahly um grande clube? Seguramente que não. Se fizesse, rapidamente qualquer clube chinês ou indiano poderia vir a dizer que é o maior clube do mundo.

Outros clubes como o Milão, Inter, Juventus, Bayern de Munique, Boca Juniors, Flamengo ou São Paulo têm o mesmo problema. São muito importantes nas suas regiões ou nos seus países, já ganharam muita coisa, alguns têm muito dinheiro, mas fora da sua área de influência directa não são nada. São muito respeitados. São adversários temíveis. Mas têm aquela coisa especial que faz deles o maior clube do mundo? A resposta é não.

Então, afinal, qual é o maior do clube do mundo?

É o Benfica. E porquê?

O Benfica é o maior clube do mundo não por causa de qualquer recorde do Guinness Book como alguns ignorantes nos querem fazer crer. Só pode dizer isso quem não percebe nada do que é ser benfiquista.

O Benfica é o maior clube do mundo porque num desenvolvimento histórico singular e irrepetível ganhou o respeito mas, acima de tudo, conquistou o amor de milhões em todo o mundo.

O Benfica conseguiu encarnar a diáspora portuguesa como nenhum outro clube do mundo o conseguiu fazer relativamente à história do seu próprio país.

Assim, o Benfica é o maior clube de Portugal, mas é também o clube nº 1 em Angola, Moçambique, Timor, Cabo Verde, Guiné e S. Tomé. Mas não só. Qual é o maior clube de Paris? Será o PSG que foi fundado em 1970? Não. É o Benfica. O Benfica que também é o maior clube na Suíça, no Luxemburgo e que tem uma enorme força na Alemanha, em Nova Iorque, em Toronto, na África do Sul ou em qualquer lado onde esteja um português.

O Benfica personifica a nostalgia e a alma de um povo, mesmo daqueles que não são simpatizantes do clube. E isso sente-se especialmente quando se sai de Portugal. Não há mais nenhum clube do mundo assim.

E o Benfica teve e tem Eusébio. Bem sei que o Real Madrid teve Alfredo di Stefano e o Manchester United Sir Bobby Charton. Mas Eusébio era outra coisa. Eusébio não era argentino nem inglês. Eusébio era africano, de Moçambique, o que representava a vocação universalista do Benfica. Eusébio era um rapaz simples e humilde com um talento incomparável. Eusébio carregou aos ombros todo um país no mundial de 1966. E chorou. As lágrimas de Eusébio deram a volta ao mundo e lavaram a alma de todos os portugueses que com ele sofreram.

E há mais. O Benfica é do povo. É popular no sentido literal do termo. É feito por gente simples que ama o Benfica mais do que tudo na vida e é capaz de sacrifícios espantosos pelo clube do seu coração.

Arrepia-me ver os novos jogadores estrangeiros do Benfica, quando chegam ao aeroporto da Portela, começarem logo a dizer que o Benfica é igual ao Real Madrid como se isso fosse algum elogio. A culpa não é deles. É claro que são instruídos por alguém dentro do Benfica para dizerem isso. Alguém que pensa que isso engrandece o Benfica. Nada mais patético. Faz-me lembrar quando os artistas brasileiros chegavam a Portugal e começavam logo a dizer que éramos um país lindo, maravilhoso e irmão. Soava a falso, como soam a falso as declarações dos jogadores recém chegados. Isso só acontece porque as pessoas que estão no Benfica não percebem verdadeiramente o que têm nas mãos. Estão lá, mas não sabem o que é o Benfica. Se vissem o Benfica como ele é não ficavam todos felizes com a comparação com o Real Madrid, mas proibiam-na.


Por muito que outros clubes possam ganhar nunca serão o Benfica. Não há nenhum clube do mundo que tenha a herança do Benfica. É preciso que o futuro do Benfica esteja à altura do seu passado. E para isso são precisas vitórias. Vitórias com honra, com glória, com humildade e com dignidade.

A minha última palavra vai para as Casas do Benfica espalhadas por Portugal e por esse mundo fora. Elas fazem um trabalho notável e desempenham um papel fundamental na manutenção da mística do Benfica. Mística essa de que todos falam, mas muitos não sabem o que quer dizer.

O Benfica é, de facto, um caso único no mundo do futebol.

O Benfica é, sem favor e sem exagero, o maior clube do mundo!

CONTINUAMOS EM 2º LUGAR


1º FC Porto 41

2º Benfica 37

3º Sporting 37

...........

NADA ESTA PERDIDO, CONTINUAMOS EM 2º LUGAR

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009